POESIA? Por Dárlinton

No mormaço de uma tarde em fevereiro,
o luminoso ecrã cintila o virtual,
antes soía as esperanças por um amor verdadeiro
agora eu já não consigo ser real.

Estava lendo camões hoje cedo...
aí tô a escrever como um tuga poeteiro
mas como um bom cervejeiro
gosto mesmo é de um bom puteiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sempre por Aqui

Google+ Followers

Números

© 'A Palavra Certa' - Todos os Direitos Reservados