Luz


E o céu se abriu
dele se fez luz!
Iluminou, aqueceu
tomou conta
dos entes seus.
Amor infindo
saudade eterna
e aqui ficamos
com sua presença terna.

Mamãe, saudades! Te amo...

Vazio


E quando
aquele vazio vulgar
se enche de sons,
prefiro escutar
o silêncio
que esvazia minha alma
mas me faz
respirar.
Grito! Sinto
e não quero mais voltar.
Me encho de vazios
sou imune ao frio
não me arrepio
mas posso
perceber o calor
que invade
esse lugar.

Sempre por Aqui

Google+ Followers

Números

© 'A Palavra Certa' - Todos os Direitos Reservados