Baseado em Fatos irreais

Rabiscava sonhos enquanto curtia seu baseado...
E, baseada em memórias esfumaçadas,
percorria o crepúsculo em que se envolvia.
Vivia algo novo, diferente,
e aquele gosto do beijo ainda latente.
Via a vida de frente.
BATEU VIAJOU REFLETIU
E no pomar, um mar imenso,
denso de seu imaginário,
nasce o fruto de uma história.

2 comentários:

  1. ADOREI...
    ME IDENTIFIQUEI UM TANTO.... LOL
    MUITO LOKO SEU BLOG, GOSTEI, VO VOLTAR MAIS VEZES....
    SEE YA

    ResponderExcluir
  2. que lindo Dadá!
    como se diz aki em sampa:
    "paguei uma madeira!"
    traduzindo...
    apreciei incomensuravelmente.
    bjos do seu priminho gata!

    ResponderExcluir

Sempre por Aqui

Google+ Followers

Números

© 'A Palavra Certa' - Todos os Direitos Reservados