Resolução de Ano-Novo

Amanhecer
flores
cores, amores
e até mesmo dores
que me façam sentir
menos estrangeira
em meu próprio jardim.
Nunca mais sentir
o sentir de sempre.
Seguir doce e alegre
como rapadura nas mãos
de alguém que tem fome,
mas não dentes bastantes.
Seguir. Em direção ao acaso
munida de medo e coragem,
estranha e estrangeira em mim.
De encontro à frente e a tudo
nela contida ou nela ausente.
Em dias de infinita perdição
ausência total de direção
excesso de certeza absoluta
ou demais reações adversas
guiar-se pelo Norte: Poesia.

Paz, realizações, saúde, amor, sexo, arte, carinho, afeto e chocolate
para todos os queridos que iluminam minha vida de vagante com suas deliciosas visitas...Feliz 2007 para cada ser que sente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sempre por Aqui

Google+ Followers

Números

© 'A Palavra Certa' - Todos os Direitos Reservados